A bonita História de um cão chamado Leal

Lendas não são apenas lendas. E fábulas são mais que histórias contadas por animais: são o palco do melhor e pior de nós mesmos, um espelho que nos reflete e uma conclusão que já deveríamos ter corrigido.

⭐⭐⭐⭐⭐

Luis Sepúlveda

Este pequeno livro foi uma viagem ao Chile e à amizade tão bonita que nasce entre pessoas e animais. Mas também me deu uns quantos murros no estômago… Oscilei entre sorrisos, expressão zangada e rosto lavado em lágrimas – para o bem e para o mal.

Sepúlveda traz-nos uma história do povo mapuche, no Perú, uma lenda que atravessa tempos e gerações para nos falar do amor incondicional de como os laços da amizade tudo ultrapassam.

Esta leitura foi ainda mais especial pelo facto de esta edição contar com um grafismo bem colorido e ilustrações perfeitamente estudadas.

Diz-nos o autor que escreve para cumprir uma promessa, contando-nos a história desde cão chamado Leal que cresceu com os mapuches – a gente da terra. Narrado pelo próprio cão, o conto passa pela sua infância enquanto cachorro que sobreviveu às adversidades do clima e que ganho um lar junto dos mapuches.

Acompanhando o seu dono para todo o lado e recebendo afeto de todos, vê-se um dia capturado pelos homens que querem ocupar a terra mapuche sem olhar a meios para atingir os seus fins.

Onde é que já todos ouvimos falar disto? Em demasiadas ocasiões, direi eu… É de facto doloroso perceber como a ambição humana pode ser desmesurada, esquecendo por demasiadas vezes de procurar escutar o outro lado e perceber como os seus desejos não são ordens.

Este conto é mais que a história de um cão leal ao seu dono. É uma lição que devemos guardar e ter presente, recordando-nos todos os dias de que partilhamos uma mesma terra e temos tanto a aprender com todos os seres vivos que aqui caminham.

PS.: não poderia terminar sem deixar uma nota de pesar pela perda deste grande escritor, que nos deixou este ano e que tão boa e bela obra nos lega para sempre.

*este link é afiliado Bertrand: na compra através deste, uma percentagem reverte em crédito para mim, exclusivamente utilizado no site Bertrand